Brahma Kumaris

Foco, Meditação e Aprendizagem

A Desgraça do Conhecimento (Não caia nessa!)

Hoje quero conversar sobre algo que atrapalha muito pessoas que querem lançar algum projeto empreendedor em sua vida, principalmente na parte de educação, infoprodutos, e treinamentos online.

Você já ouviu falar na desgraça do conhecimento? Esta desgraça é uma coisa que prende várias pessoas e que faz com que não consigam desenvolver ou finalizar o seu curso na internet. Essa desgraça na verdade é uma coisa que está apenas dentro da sua cabeça.

Afinal, o que é a desgraça do conhecimento?

Ilustração duas cabeças com engrenagens saindo

As pessoas aprendem uma coisa que são capazes de converter no treinamento que vai modificar a vida da pessoa que tiver acesso a essa informação, só que no momento em que elas aprendem este conhecimento elas percebem que há uma coisa também maior ao redor para elas aprenderem.

Neste momento ela pensa: “Espera, antes de fazer o meu treinamento sobre XYZ, eu tenho que entender isso que eu acabei de encontrar que também há sobre XYZ”.

E no momento em que ela aprende esse novo conhecimento que ela acabou de encontrar, ela descobre que há uma coisa um pouco maior, e ela vai iniciar a explorar esse um pouco maior antes de fazer o treinamento visto que é bem fundamental ter essa informação antes de fazer o treinamento.

Só que no momento em que ela absorve esse conhecimento, adivinha? Ela descobre que há uma coisa também maior que ela também necessita saber antes de fazer o tratamento!

E nessa situação passasse 1 mês, 2 meses, 5 meses, 1 ano, e várias pessoas espontaneamente ficam num ciclo de captação de educação e jamais param e ligam uma câmera e começam a gravar com o conhecimento que ela já possui.

Não caia na desgraça do conhecimento.

O conhecimento que você já possui vai permitir com que você consiga fazer o seu treinamento na versão 1.0, e no momento em que você absorve mais discernimento, pode gravar novas aulas, refazer as antigas, e colocar dentro do seu curso e apresentar uma versão 2.0.

E em seguida você pode capacitar-se mais e apresentar uma versão 3.0, ou você pode fazer um segundo curso, o curso de início e o curso intermediário, e em seguida o curso avançado, você pode ter uma série de treinamentos.

Portanto o que eu quero que você entenda com essa lição é que o conhecimento que você já possui, já vai modificar a vida das pessoas que não possuem esse conhecimento, então já transforme esse conhecimento em um treinamento e em seguida com os novos competências que você vai adquirindo você vai criando novos cursos, ou você vai criando versões 2.0 e 3.0. Essa é uma das lições que eu aprendi no curso do João Pedro, o Programa Novos Ricos (clique aqui para conhecer), um curso que funciona mesmo justamente por ter essa visão prática de fazer as coisas e ir melhorando continuamente com o passar do tempo.

O exemplo de desenvolvimento continuo

Deseja o melhor exemplo de que jamais você vai conseguir fazer no seu primeiro curso o curso completo, pense nos smartphones por exemplo, quais são os melhores smartphones do planeta hoje, é o iPhone okay?

Há 5 anos atrás qual o iPhone disponível era o superior? Vamos chutar que era o iPhone 4, você comprava o iPhone 4 e tinha o superior iPhone disponível; mas em seguida veio o 5, e em seguida veio o 6, e em seguida o 7, e assim por diante. E muito possivelmente enquanto eles estão lançando um novo no mercado, eles já estão produzindo o próximo!

Por isso em nenhum momento vai ser completo pelo motivo de incessantemente tem evoluções a realizar; não caia na desgraça do conhecimento querendo apresentar um curso magistral, pelo motivo de que vai acabar jamais lançando, e pode ser que você já tenha um iPhone X em sua mão, e você até então não criou e não disponibilizou pras pessoas.

Portanto sinceramente pare de capacitar-se se você já tem conhecimento, e realiza o treinamento com o discernimento que você já possui e comece a mudar a vida das pessoas.

Hábitos para ter um estudo mais produtivo

Como ser mais produtivo nos estudosMuitas vezes, estudar pode ser uma tarefa muito chata e que toma muito o tempo do dia. E estudar todos os dias, ser mais produtivo e começar a acordar mais cedo para estudar pode não ser uma tarefa das mais fáceis.

Mais precisamos estar dispostos a, aos poucos, abrir mão de certas coisas para ter um bom retorno no futuro. E quase ninguém quer “perder tempo” estudando, afinal, o nosso tempo é valioso e não podemos perder. Por isso, controlar sua rotina e estudar com mais qualidade para ser mais produtivo é uma tarefa que todos deveriam buscar.

Hábitos para ser mais produtivo nos estudos

Não importa se você quer fazer um tcc sem drama, ou quer passar em um concurso público. Planejar o seu dia anterior é muito importante. Tenha em mente tudo o que você vai fazer no dia seguinte. Separe 15 minutos da sua noite para anotar sua rotina do dia na agenda.

Normalmente estamos mais dispostos no começo dos estudos. Sendo assim, coloque as matérias mais importantes e que você tem dificuldade para serem estudadas primeiramente, assim você terá mais energia e cabeça para raciocinar melhor.

Sendo mais produtivo nos estudosTer uma folha anotado com as tarefas do dia, pode ser uma ótima tática para você evitar de fazer coisas que não precisa e parte direto para os seus objetivos do dia. Além disso, essa folha de tarefas do dia pode te ajudar a não procrastinar.

É bom lembrar que quando procrastinamos é porque não vemos sentido no que estamos fazendo. Para reduzir a procrastinação, defina quais são suas prioridades e o motivo pelo qual você está fazendo a atividade em questão.

É muito importante antes dos estudos, você acabar com as distrações que tiram toda sua produtividade. Desligar o celular, desligar jogo do texto, desligar TV, desconectar das redes sociais é super importante para você manter o foco e a produtividade dos estudos.

Tire um tempo para que você faça isso fora do tempo dos estudos. Por isso, se planejar é tudo!

O hábito de dormir bem é fundamental. Dormir bem ajuda bastante no dia a dia. Vale ressaltar pra focar na qualidade do sono e não na quantidade.

Se você não completar tudo o que tinha que fazer no dia, transfira os itens para sua lista do dia seguinte e classifique novamente quais são as prioridades.

4 Dicas de como estudar para produzir seu TCC

O TCC é um dos momentos mais marcantes da vida acadêmica. Entretanto, muitos sofrem nesta etapa, chegando a desistirem da vida acadêmica para evitarem este trauma. Compilamos 4 dicas originais para te ajudar a produzir seu TCC com qualidade e sem estresse.

1 – Planeje-se: realize um cronograma de estudos respeitando sua realidade e seus limites, tornando as atividades para produção do TCC frequentes. Prefira dedicar-se dia após dia ao invés de sentar para escrever tudo de uma vez só em um único dia. Sabemos que a vida acadêmica é acompanhada por uma grande correria, como fazer estágios, trabalhar, enfrentar trânsito, cumprir as matérias e, ainda, o TCC! Porém, é melhor escolher dar um plus no dia a dia, dedicando-se uma ou duas horas diárias, do que passar 24 horas de um sábado, domingo ou feriado fritando o cérebro no TCC. Isto ajudará sua mente a perceber a escrita como um processo, feita por diversas etapas, e não algo realizado em um único momento e relacionado com o estresse, a ansiedade e o senso de urgência. Esse é um dos passos chaves ensinados no curso TCC sem Drama do Amilton Quintela.

2 – Entenda o que é um TCC: um TCC é uma monografia: o estudo de um só tema. A ideia é permitir ao estudante articular, de diferentes modos, os conhecimentos e habilidades adquiridos nesse período da vida acadêmica através do exercício da pesquisa de um único tema. Qualquer bom orientador não espera que seu orientando supere a Teoria da Relatividade produzindo um TCC, mas que ele tenha o domínio básico de como fazer uma pesquisa, articulando os conhecimentos e habilidades da formação acadêmica. Lembre-se: o TCC não é só um processo de produção de um texto, mas, principalmente, de aprender a pesquisar.

3 – Escreva sem medo: um dos erros de muitos estudantes é postergar a escrita. Leem textos, artigos, fazem anotações em aulas de ideias que poderiam usar em seus TCCs, deixam tudo pronto na cabeça, mas, com o tempo, as ideias se perdem por não terem sido registradas em algo. A dica é escrever constantemente, sem medo de errar. Lembre-se que o TCC é um trabalho de aprendizagem. Não pense que tudo o que escrever será definitivo e intocável. A produção de um TCC fundamenta-se na escrita e, principalmente, na reescrita. Escreva diferentes rascunhos e versões do mesmo texto. Passe as ideias para o papel, mesmo que de maneira aleatória e embrionária. Isto ajudará não só a gravar a ideia, mas também a torná-la mais clara para si mesmo. Lembre-se de uma das regras de ouro dos bons escritores: escreva primeiro com o coração, depois com a razão.

4 – Diversifique suas fontes: utilize diferentes fontes bibliográficas para seus estudos, como livros, artigos científicos e pesquisas acadêmicas de outras pessoas, como TCCs, Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado. Pela internet é possível acessar bancos de dados riquíssimos, que podem fazer a diferença no seu TCC, como o IBICT ou o Scielo. Olhando superficialmente para diferentes fontes sobre o mesmo tema, você poderá perceber quais são as bibliografias mais utilizadas e indispensáveis, otimizando seu tempo.

Essas 4 dicas são poderosas e podem ser decisivas no seu sucesso, além disso aprender a estudar e a pesquisar são habilidades que serão usadas em uma fase posterior da sua vida, que é a fase de passar em um concurso público; um tema muito bem detalhado pelo Kalebe Dionísio Guia Prático para Passar em Concurso Público em 1 ano. Concluindo, não subestime a importância de aprender a estudar e a pesquisar. Boa sorte!